Na tarde de 7 de Maio, a Nova Área de Nansha (em Guangzhou), a Zona de Cooperação de Qianhai (em Shenzhen) e a Nova Area de Hengqin (em Zhuhai), celebraram o “Acordo Amistoso de Cooperação entre Nansha, Qianhai e Hengqin”.  Nos termos do referido Acordo, os três territórios irão melhorar os mecanismos inovadores de cooperação, mediante a cooperação, coordenação e desenvolvimento da cooperação regional, e exploração de um novo modelo para transformar a forma de desenvolvimento económico do nosso país, de forma a abrir um novo caminho para o desenvolvimento, cooperação e desenvolvimento coordenado de todas economias regionais da China,  trabalhando em conjunto para criar um novo vector para a cooperação entre a Província de Guangdong, Hong Kong e Macau, e tornar a Região do Rio das Pérolas numa zona dotada de grande dinamismo e de competitividade.

I – Criação de Mecanismos de Cooperação de Longo Prazo
Reforçar o intercâmbio, cooperação e coordenação entre as três partes, em todos os níveis; elaboração conjunta de planos de alta qualidade, mediante construções altamente eficientes e desenvolvimento acelerado. Fortalecer a comunicação nas seguintes áreas: o posicionamento e a disposição  das indústrias, o planeamento da construção, o planeamento no aproveitamento de terrenos, nas medidas políticas e na gestão social, mediante troca de informações, partilha de recursos, de modo a atingir uma cooperação que seja benéfica para todas as partes contratantes. Desenvolvimento coordenado e “desenvolvimento cruzado”. Analisar a experiência da cooperação dos três territórios com Hong Kong e Macau. Explorar e tomar como exemplo o conceito e a experiência avançados de Hong Kong e Macau na gestão de assuntos sociais e nas regras e procedimentos de negócios; criar um ambiente propício para a realização de negócios internacionais, reforçar a aprendizagem e actividades de intercâmbio entre os  dirigentes dos três territórios, organizando anualmente visitas de dirigentes às localidades das outras partes contratantes, para aprendizagem. Consoante as actuais necessidades, organizar, sem periodicidade pré-determinada, quadros seus para participar nas campanhas de recrutamento de pessoal das outras partes contratantes, anunciar no mercado de trabalho das outras partes contratantes informações sobre recrutamento de pessoal, compartilhar entre os três territórios os recursos de informações, bem como os incentivos oferecidos aos mercados de trabalho.

II – Diligenciar em conjunto para promover a transformação e modernização da  Província de Guangdong
Espera-se que através da assinatura do Acordo, se possa alcançar constantemente novos progressos, nos domínios de cooperação, na implementação de projectos-pilotos e na construção de um modelo de desenvolvimento científico, de modo a tornar-se num “Triângulo de Ferro” através da aprendizagem e melhoraria da situação das partes contratantes. Nas relações económicas, espera que seja possível impulsionar e promover a transformação e modernização de Guangdong, com resultados positivos na construção de uma nova plataforma de desenvolvimento estratégico, de modo a complementar-se nas vantagens e tornar-se num Ttriângulo de Prata”, no campo de desenvolvimento económico. Dentro dos objectivos comuns, espera-se que seja reforçada a cooperação entre Guangdong, Hong Kong e Macau e, no processo histórico de promoção da prosperidade e estabilidade daquelas regiões administrativas especiais, enfrentar constantemente as novas situações, para se tornar num “Triãngulo de Ouro” que possa enaltecer as qualidades do Povo Chinês.

III – Desenvolvimento da “cooperação  cruzada”, para benefício mútuo das partes contraentes
O Vogal do Comité Permanente Municipal de Zhuhai e cumulativamente Secretário do Partido da Nova Área de Hengqin, Liu Jia apontou que, Nansha, Qianhai e Hengqin, constituem três peças de xadrez da  Região do Delta do Rio das Pérolas, assumindo em conjunto a importante missão de liderar a inovação, pelo que, faz votos de que utilizem de forma adequada, abrangente e activa esta plataforma que é a reunião conjunta, através do fortalecimento na aprendizagem e intercâmbio, e da realização de debates para encontrar novas ideias. No tocante à cooperação com Hong Kong e Macau, partilhar conhecimentos e experiência nos domínios da indústria e política, trabalhando juntos para explorar em conjunto o novo caminho de desenvolvimento de Guangdong para os próximos 30 anos, de modo a tornar-se num novo motor de desenvolvimento económico dos municípios inseridos na Região do Delta do Rio das Pérolas, criando, desta forma, um novo panorama em matéria de cooperação entre Guangdong, Hong Kong e Macau. Através da cooperação amistosa entre os três territórios, realização de promoções conjuntas de políticas inovadoras e da partilha de recursos, para que a Nova Área de Hengqin venha a estabelecer mecanismos de longo prazo para benefício das três partes contratantes, através de “desenvolvimento cruzado” e da cooperação benéficos para as partes contratantes; construindo a todo o vapor uma nova plataforma para elevação da Região do Delta do Rio das Pérolas, jogando bem com as cartas de Hong Kong e Macau e promovendo a integração e o desenvolvimento, envidando os maiores no sentido de construir em conjunto a Grande Nação Chinesa.