A 23.ª Feira Internacional de Macau (23.ª MIF) e a Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa (Macau) 2018 (2018 PLPEX) serão realizadas simultaneamente entre os dias 18 e 20 de Outubro de 2018 no The Venetian Macao. Com base na experiência da realização das edições passadas, este ano, os dois eventos apresentam elementos inovadores, tendo como objectivo ajudar as empresas a integrarem-se na construção da “Uma Faixa, Uma Rota”, terem acesso às oportunidades de desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau e tirarem proveito das vantagens trazidas pelo papel de Macau como plataforma Sino-lusófona para explorar oportunidades de negócio.

Organizada pelo Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM) e co-organizada por 15 entidades económicas e comerciais e associações comerciais de Macau, de Hong Kong e do Interior da China, a MIF deste ano continua a ter como tema “Cooperação-Chave para Oportunidades de Negócios”. A área da Feira atinge 24.000 metros quadrados e há mais de 1.500 stands de exposição. Serão estabelecidas zonas de exposição dos diversos países e regiões, especialmente das cidades e províncias do Interior da China, dos países ao longo da “Uma Faixa, Uma Rota”, dos Países de Língua Portuguesa e dos países da Europa. A par disso, serão ainda acrescentadas zonas de exposição dedicadas a várias indústrias específicas e produtos temáticos tais como a Zona de Comércio da Área da Grande Baía de Guangdong-Hong Kong-Macau, o Pavilhão do Distrito de Congjiang da Província de Guizhou, a Zona Inteligente, a Zona de Exposição dos Jovens Empreendedores, assim como o Pavilhão de Serviços Financeiros com Características Próprias, abordando vários tópicos como a iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”, a “Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau”, a plataforma sino-lusófona, as pequenas e médias empresas, o empreendedorismo juvenil, o sector financeiro com características próprias, o comércio electrónico e a indústria de medicina tradicional chinesa, entre outras. Nessa altura, terá lugar, durante a MIF, um conjunto de cimeiras, fóruns, conferências e reuniões de mesa redonda relativos a diversos elementos, nomeadamente economia, comércio, convenções e exposições, investimentos, etc.

A MIF, como certame da indústria de convenções e exposições de Macau, tornou-se o primeiro evento local com certificação da UFI – Associação Global da Indústria de Convenções, em Outubro de 2005. Este ano, a Feira convida Moçambique e Fujian, respectivamente como “País Parceiro” e “Província Parceira”. A Agência para a Promoção de Investimento e Exportações de Moçambique estabelece o Pavilhão Temático de Moçambique, com 200 metros quadrados, e o Departamento de Comércio da Província de Fujian, por sua vez, estabelece um Pavilhão Temático de Fujian com quase 400 metros quadrados . Será realizado o Fórum para o Comércio e Investimento entre Moçambique, Província de Fujian e Macau no primeiro dia do evento, durante o qual os representantes de entidades económicas e comerciais, de grandes empresas, especialistas e académicos dos três territórios se reunirão na plataforma Sino-lusófona, Macau, para apresentar o ambiente económico e comercial, as políticas de investimento e os recursos vantajosos da sua região, assim como partilhar as suas experiências, no sentido de discutir como se aproveita esta plataforma Sino-lusófona para expandir a cooperação, para explorar as oportunidades de negócio e para promover uma integração mais profunda.

Realizar-se-á a Exposição Conjunta dos Membros do ATPF no decorrer da MIF

A 8.ª edição da Exposição Conjunta dos Membros do ATPF terá lugar em simultâneo com a presente edição da MIF. O evento reúne os representantes das agências de promoção do comércio do ATPF, com a finalidade de que os mesmos possam discutir assuntos sobre cooperação e compartilhar as oportunidades de negócio em busca do desenvolvimento comum. Durante esse período, realizar-se-ão actividades de intercâmbio no sentido de prestar uma plataforma eficaz para os representantes do ATPF, da Grande Baía e das associações comerciais de Macau estabelecerem ligações.

A 2018 PLPEX vai continuar a realizar-se em simultâneo com a 23.ª MIF. A área de exposição deste ano aumentará para mais de 6.000 metros quadrados, com mais de 250 stands de exposição, atraindo empresas de oito Países de Língua Portuguesa e agentes de produtos lusófonos do Interior da China, de Hong Kong e de Macau para participar neste evento, incluindo áreas de produtos agro-alimentares, produtos alimentares, materiais de construção, vestuários e acessórios, projectos de investimento, tecnologia de informação, entre outros, o que evidencia plenamente o papel de Macau como “Centro de Convenções e Exposições para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa” e através do qual será reforçada a prestação de serviços nesta área, ajudando os participantes a efectuar discussões e intercâmbio relacionados com assuntos de cooperação e oportunidades de negócio.

A adição de novos elementos da PLPEX ajuda a explorar as oportunidades de negócio dos produtos e serviços dos Países de Língua Portuguesa

A presente edição da PLPEX contará, pela primeira vez, com actividades como a “Zona de Experiência de Loja não tripulada de Produtos Brasileiros (Produtos Afamados Brasileiros)”, que se destina à exibição dos produtos gerais brasileiros através de novo modelo de venda a retalho e que visa promover os produtos brasileiros por forma de experiências interactivas. Em combinação com uma série de actividades de divulgação e promoção, a criação desta zona prevê-se facilitar a procura da cooperação económica e comercial entre a China e o Brasil e promover o intercâmbio cultural entre a China e o Brasil. Será estabelecida, pela primeira vez, a Pavilhão de Experimentação do Comércio Electrónico Sino-Lusófona e será realizado o “Workshop de Comércio Electrónico Transfronteiriço dos produtos dos Países de Língua Portuguesa”, para divulgar e apresentar aos comerciantes o “Comércio Electrónico Transfronteiriço + Novo Modelo de Venda a Retalho”, bem como ajudar as empresas lusófonas a entrar no mercado do Interior da China mediante a plataforma online. Ao mesmo tempo, serão realizadas, pela primeira vez, a “Sessão de Bolsa de Contactos Alusiva a Vinhos e Produtos Alimentares dos Países de Língua Portuguesa” e as “Actividades de Experiência de Produtos Alimentares dos Países de Língua Portuguesa”. Paralelamente, será novamente estabelecida a “Zona Especial do Centro de Serviços Comerciais para as PMEs da China e dos Países de Língua Portuguesa”, entre outras zonas, visando impulsionar as empresas da China e dos Países de Língua Portuguesa a “atrair investimento estrangeiro” e a “expandir-se para o exterior”, para além de promover a cooperação comercial e explorar mais oportunidades de negócio. Durante o evento, ainda realizar-se-ão desfiles de moda, actuações musicais e uma exposição de artesanato com características próprias, entre outros, e várias sessões de fóruns profissionais e conferências, incluindo o “Fórum de Jovens Empresários entre a China os Países de Língua Portuguesa”, para analisar as oportunidades de cooperação relativos ao sector financeiro com características próprias e a região da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, para ajudar os comerciantes dos Países de Língua Portuguesa a aproveitar as oportunidades do desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau e promover o desenvolvimento do sector financeiro com características próprias de Macau.

As visitas estendem os resultados e o impacto da exposição

Durante a exposição, a entidade organizadora proporcionará aos empresários participantes visita ao Centro de Incubação de Negócios para os Jovens de Macau e ao Centro de Incubação de Marcas de Macau, e visitas guiadas de economia comunitária, para que os mesmos possam experimentar o ambiente de inovação e empreendedorismo de Macau e para que seja criada uma plataforma para os projectos relativos ao empreendedorismo juvenil e os projectos de Startup, no sentido de reforçar a cooperação e as oportunidades de investimento e de incentivar o desenvolvimento económico da comunidade. Além disso, após a exposição, a entidade organizadora vai trazer as delegações empresariais dos PLP e de Macau às cidades da Grande Baía, nomeadamente Shenzhen e Zhongshan, para estas visitarem as associações empresariais, empresas e os projectos importantes locais, fazendo com que os empresários dos PLP conheçam de forma aprofundada as políticas e as oportunidades de desenvolvimento da Grande Baía.

Durante a realização da MIF e da PLPEX, haverá serviços profissionais de bolsas de contacto gratuitos. Os expositores podem procurar outros expositores/fornecedores ou compradores ideais e discutir assuntos de cooperação com eles por via da sua conta na Plataforma de Serviços das Bolsas de Contactos Online.

Na Zona de Bolsas de Contacto, terá lugar um conjunto de actividades como sessões especiais de bolsas de contacto e a zona temática de compra. Serão convidados hotéis famosos, supermercados, comércio electrónico e as empresas do Parque Científico e Industrial de Medicina Tradicional Chinesa entre Guangdong e Macau para efectuarem aquisições no local, sendo o objectivo promover a cooperação e criar oportunidades de negócio. Está planeado o acréscimo de meios de pagamento electrónico no Pavilhão das Pequenas e Médias Empresas de Macau; para além de cartões de crédito, estarão disponíveis mais formas de pagamento, tais como Macau Pass, M+Pay e Alipay.

O Passe de Convenções e Exposições de Macau dá-lhe acesso às quatro convenções e exposições

Para além disso, com base no funcionamento experimental do ano passado, os visitantes terão acesso às quatro actividades de convenções e exposições organizadas ou coordenadas pelo IPIM (incluindo a MIF, a MIECF, a MFE e a PLPEX), depois de apresentarem o pedido do Passe de Convenções e Exposições de Macau. As duas exposições serão abertas exclusivamente a visitantes profissionais no dia 18 de Outubro e ao público em geral nos dias 19 e 20 de Outubro. A organização fornecerá transportes gratuitos em diferentes sítios das zonas norte e central de Macau e da Taipa para impulsionar o transporte ecológico e promover a economia comunitária.

Realiza-se hoje (dia 16) a Conferência de Imprensa da 23.ª Feira Internacional de Macau (23.ª MIF) e a Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa (Macau) 2018 (2018 PLPEX) (Click to open)

Realiza-se hoje (dia 16) a Conferência de Imprensa da 23.ª Feira Internacional de Macau (23.ª MIF) e a Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa (Macau) 2018 (2018 PLPEX)

Realiza-se hoje (dia 16) a Conferência de Imprensa da 23.ª Feira Internacional de Macau (23.ª MIF) e a Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa (Macau) 2018 (2018 PLPEX) (Click to open)

Realiza-se hoje (dia 16) a Conferência de Imprensa da 23.ª Feira Internacional de Macau (23.ª MIF) e a Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa (Macau) 2018 (2018 PLPEX)

Realiza-se hoje (dia 16) a Conferência de Imprensa da 23.ª Feira Internacional de Macau (23.ª MIF) e a Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa (Macau) 2018 (2018 PLPEX) (Click to open)

Realiza-se hoje (dia 16) a Conferência de Imprensa da 23.ª Feira Internacional de Macau (23.ª MIF) e a Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa (Macau) 2018 (2018 PLPEX)